Como cuidar de rosas colombianas

Como cuidar de rosas colombianas

As rosas se destacam como a representatividade do amor e da paixão. Não é à toa que em ocasiões especiais, um homem opte por enviar a mulher um buquês cheio rosas. Onde podemos destacar as referências de cultivos, que advêm do continente asiático, há pelo menos mil anos antes de Cristo. Dentre as mais conhecidas, bonitas e cultivadas rosas podemos destacar as Rosa Colombiana, sempre em evidência.

Se destacando como preferida de muitos, por contar com um perfume e cores mais intensas, já produzidas em vários países. Os botões, podem apresentar até 11 cm, praticamente o dobro de espécies que são encontradas em outras partes do mundo. As cores variam, podem ser brancas, vermelhas, rosas, lilás, amarelas e até mesmo laranjas. São muito utilizadas em arranjos e buquês por terem boa durabilidade. Estendendo desta forma e com uma enorme aceitação o seu enorme volume em cultivo.

O segredo do plantio, está nas condições. Elas são cultivadas em terrenos de mais de dois mil metros de altitude e recebem iluminação solar de maneira constante. A luminosidade, faz com que as cores de suas pétalas, sejam mais vibrantes. A temperatura também é fundamental, por ser em altitudes mais elevadas, ficam em torno de 15º, e impedem que os botões se abram antecipadamente, o que faz com que elas cresçam mais e apresentem a média de tamanho em questão.

Neste artigo, separamos algumas informações interessantes que poderão lhe auxiliar a cuidar não apenas de rosas colombianas, mas também, da maioria dos tipos e espécies de flores.

COMO CUIDAR DE ROSAS COLOMBIANAS

1 – Certifique-se de que os vasos ou recipientes no qual irá acomodar as flores estejam sempre limpos;
2 – Para evitar fungos, limpe corretamente os restos de folhagem caída no processo de poda, você também pode pulverizá-las com um inseticida de sua preferência;
3 – As rosas colombinas devem ser acomodadas em um local fresco e arejado;
4 – Troque a água do vaso a cada dois dias;
5 – Corte a ponta do talo a cada dois ou três dias;
6 – À medida que as pétalas forem envelhecendo, é recomendado a sua retirada;
7 – Para que as suas flores não se desidratem rapidamente, evite a exposição direta ao sol por longos períodos;

Para Quem Ganhou um Buquê

1 – Ao receber o buquê, você deve retirar as flores da embalagem e coloca-las em um vaso com água, o ideal é que o caule fique submerso em 5 cm;
2 – Você pode cortar o caule diagonalmente cerca de 2 cm, desta forma, acelera o processo de absorção de água e também prolonga sua vida;
3 – As folhas que caem na água devem ser retiradas para que não causem mau cheiro;
4 – Coloque ½ colher de café de água sanitária para evitar a proliferação de fungos.

Quanto ao Cultivo em Vasos e Jardins

Para o cultivo de rosas em vasos:

É interessante que se aplique o adubo líquido a cada 15 dias, leve em consideração o tamanho do vaso que deve ser proporcional ao porte da rosa e busque seguir as recomendações indicadas pelo fabricante das flores.

Para o jardim de sua casa:

1 – O canteiro deve ser preparado 8 dias antes do cultivo da rosa. Utilize 10 litros de terra vegetal natural e 10 litros de esterco de gado ou cavalo pelo período mínimo de 60 dias. Adicione também 100 gramas de farinha de ossos para a mistura. Remexa até que a terra atinja de 30 a 40 cm de profundidade. O processo de adubação deve ser repetido durante o inverno e no verão, sempre retire o mato do canteiro.
2 – Há erros muito comuns na hora do cultivo das rosas, dentre eles: o excesso de rega; utilização da água fria para fazer a rega (o recomendado é que ela esteja em temperatura ambiente); a troca de locais durante o seu período de adaptação; uso excessivo de inseticidas sem necessidade e sem instrução para a aplicação correta.
3 – Agora que você já conhece algumas das dicas mais básicas para manter as suas rosas bonitas e vivas por mais tempo, coloque-as em prática. São medidas simples, mas que farão toda a diferença, seja para quem busca cuidar de rosas colombianas ou até mesmo fazer o cultivo dessas lindas plantas.

fonte: http://dicaslegais10.com.br

Compartilhar este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *